quarta-feira, 10 de abril de 2013

Pesquisa Qualitativa

Às vezes queremos saber a opinião de alguém sobre determinado assunto, queremos novas informações sobre certo aspecto da realidade, aspecto que não pode ser quantificado; queremos obter informações sobre as crenças de alguns indivíduos, ou conhecer seus valores, suas aspirações, seus motivos.

Nada disso pode ser mensurado, transformado em números, não é verdade?

Então, quanto ao modelo teórico-metodológico, esse tipo de pesquisa se classifica como Pesquisa Qualitativa.

Quanto à forma de abordagem, segundo Gil (2002),  a pesquisa qualitativa considera que há uma relação dinâmica entre o mundo real e o sujeito, quer dizer, existe um vínculo indissociável entre o mundo objetivo e a subjetividade do sujeito, que não pode ser traduzido em números.

De acordo com Minayo (1995, p. 21-22), “a pesquisa qualitativa responde a questões muito particulares. Ela se preocupa, nas ciências sociais, com um nível de realidade que não pode ser quantificado, ou seja, ela trabalha com o universo de significados, motivos, aspirações, crenças, valores e atitudes, o que corresponde a um espaço mais profundo das relações dos processos e dos fenômenos que não podem ser reduzidos à operacionalização de variáveis”. 

Ludke e André (1986, p.11-13), citando Bogdan e Biklen (1982), discutem o conceito de pesquisa qualitativa, apresentando cinco características básicas que configuram esse tipo de atividade: (1) a pesquisa qualitativa tem ambiente natural como sua fonte direta de dados e o pesquisador como seu principal instrumento; (2) os dados gerados são predominantemente descritivos;  (3) a preocupação com o processo do estudo é bem maior do que com o produto em si; (4) o “significado” que as pessoas dão às coisas e à sua vida são focos de atenção especial do pesquisador; (5) a análise dos dados tende a seguir um processo
indutivo. Não há a preocupação em buscar evidências que comprovassem hipóteses definidas antes do início dos estudos. As abstrações se formaram ou se consolidaram basicamente com base na inspeção dos dados.

Assim sendo, a pesquisa qualitativa tem caráter exploratório, vale dizer, leva os entrevistados a pensarem livremente a respeito de determinado tema, objeto ou conceito. Mostra aspectos subjetivos e atinge motivações implícitas, ou mesmo conscientes, de maneira espontânea. Seu uso acontece  quando se procura percepções e entendimento acerca da natureza geral de uma questão, abrindo espaço para a interpretação do pesquisador.

É uma pesquisa indutiva, isto é, o pesquisador desenvolve conceitos, idéias e entendimentos a partir de padrões encontrados nos dados, em vez de coletar dados para comprovar teorias, hipóteses e modelos pré-concebidos.




BOGDAN, R. e BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e
aos métodos. Porto Editora, 1982.
GIL, Antonio Carlos. Como Elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.
LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas.
São Paulo: EPU, 1986.
MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa Social: Teoria, Método e Criatividade. Petrópolis: Vozes, 1995.

16 comentários:

  1. A pesquisa qualitativa permite que o indivíduo expresse suas opiniões. Muitas vezes, ao fazer algum trabalho acadêmico ficamos presos a bibliografias específicas e pouco atualizadas. Emitir opinião pode ser uma maneira de mostrar aos outros qual foi sua experiência com determinado assunto, embora esta opinião possa ser pessoal, a junção de várias opiniões sobre determinado assunto pode, estatisticamente se tornar um indicador para a tomada de decisões.

    ResponderExcluir
  2. pesquisa qualitativa fazemos a vida toda e sem saber, isso significar que ao conhecer ideias, conceitos, opiniões dos nossos familiares, conhecidos e de qualquer pessoa podemos desenvolver tambem uma ideia com essa coleta de dados e o entendimento da padronização desses dados.

    ResponderExcluir
  3. Pelo que entendi, pesquisa qualitativa, resumindo, significa dar sua opinião e não ficar totalmente preso as bibliografias do trabalho.

    ResponderExcluir
  4. Pesquisa quantitativa, expressar a sua opnião sobre o assunto, sem usar nenhum tipo de pesquisa já publicada, tirando ideias em cima de conhecimento já obtidos em vários meios, vida pessoal,motivos, aspirações, crenças, valores e atitudes.

    ResponderExcluir
  5. Ricardo João Pires11 de abril de 2013 15:28

    Pesquisa qualitativa na minha opinião é a pesquisa que foca no conhecimento de determinado assunto e que você possa, em cima desse conhecimento adquirido colocar a sua opinião, esquecendo um pouco números e dados quantitativos.

    ResponderExcluir
  6. Pesquisa qualitativa seria a busca de ideias, opiniões e crenças de outras pessoas, onde a partir dai podemos forma também novas ideias e conceitos.

    ResponderExcluir
  7. No meu entendimento, esse tipo de pesquisa não fica se baseando apenas em bibliografias, em fatos publicados. Se baseia na experiencia das pessoas também, assim você pode dizer o que acha sobre algum assunto sem ficar se prendendo a algo que tem que existir em um livro ou algo do tipo.

    Juliano Fernandes Martins Lange

    ResponderExcluir
  8. Segundo minha interpretação o texto
    trata-se de uma pesquisa que não pode ser
    quantifica, por se tratar de emoçoes e sentimento humanos assim como ações e crenças. Tambem pode ser considerada mais despojada por parte do pesquisador e entrevistado, por se tratar de pontos de vista e motivos que vem basicamente do "peso" das palavras do entrevistado e da interpretação do pesquisador.

    ResponderExcluir
  9. A meu ver, o pesquisador pode interpretar livremente sobre o tema, definindo qual será a melhor utilização dos resultados.

    ResponderExcluir
  10. A pesquisa qualitativa tem por objetivo absorver conhecimento através da opinião de outros indivíduos, tendo em vista sua experiëncia com o determinado assunto ou sua própria perspectiva.

    Gabriel Lemos

    ResponderExcluir
  11. Através da pesquisa qualitativa, o pesquisador mostra, de uma maneira atual e livre sua visão sobre o entendimento de um determinado assunto. Sua opinião agora tem influência no conteúdo analisado. De uma maneira unica, cada pesquisador apresenta seus argumentos que ele selecionou em suas entrevistas em busca de cementários ou opiniões sobre esse ou aquele tema.

    ResponderExcluir
  12. Quando fazemos uma pesquisa qualitativa, não conseguimos prever um resultado antes da pesquisa pois o que interessa em uma pesquisa qualitatíva é a exposição de pontos de vista, diferentes do que nós já temos para que possamos ver além do nosso próprio ponto de vista sobre determinado tema, situação etc...

    Thyago Augusto

    ResponderExcluir
  13. Pesquisa qualitativa, significa não ficar preso a questionários, e sim, poder responder com suas ideias, ou com ajuda de alguma fonte uma pergunta que não tem uma resposta "pronta". Deve possuir um foco, mas tem por sua vez, uma resposta mais elaborada.

    ResponderExcluir
  14. É uma forma de uma pessoa possuir um conhecimento em religiões e suas leis, doutrinas e dogmas. Entendo que alguem que busca este conhecimento esta buscando informações Metafísico, ou seja, de além do mundo físico.

    ResponderExcluir
  15. Assunto sobre Conhecimento Religioso

    ResponderExcluir
  16. A pesquisa qualitativa permite expressar sua propria opinião.
    Tirando ideias em cima de conhecimento já obtidos em vários meios, vida pessoal, crenças, valores e iniciaticas.
    Jefferson T.Reinert.

    ResponderExcluir